Dra. Adriana de Góes | Reprodução Humana SP Menu.
Reprodução Humana

Ultrassonografia da bolsa testicular

A ultrassonografia de bolsa testicular tem como objetivo a avaliação da integridade dos testículos, investigando alterações anatômicas e funcionais desses órgãos.

Os testículos são responsáveis pela formação dos espermatozoides (gametas masculinos), que, com as secreções prostática e seminal, formam o sêmen. Portanto, a qualidade dos espermatozoides pode ser comprometida por alguma alteração testicular.

Os testículos estão localizados na parte externa do corpo e protegidos por uma bolsa. Esta localização tem a finalidade de evitar o superaquecimento, pois o calor pode afetar a formação dos espermatozoides. Na vida intrauterina, os testículos estão localizados na cavidade abdominal e migram para a bolsa testicular no último trimestre da gestação.

Na puberdade, os testículos iniciam a espermatogênese. Esse processo é caracterizado por sucessivas divisões celulares das células germinativas, que evoluem de espermatogônias para espermatócitos e culminam com a formação dos espermatozoides (forma madura e capaz de fertilizar o óvulo).

Trata-se de um processo contínuo, com constante formação de novos espermatozoides. A cada três meses, estima-se que todos os espermatozoides sejam renovados. Este fato explica a menor influência da idade na qualidade do sêmen.

Enquanto as mulheres nascem com os óvulos formados na vida intrauterina e não renováveis, os espermatozoides são constantemente formados. A qualidade seminal diminui com o passar dos anos, especialmente após os 45 anos de idade, mas com menor gravidade do que o processo degenerativo dos óvulos.

A secreção hormonal pelos testículos é modulada pela hipófise, glândula localizada na base do cérebro. Os hormônios hipofisários LH (hormônio luteinizante) e FSH (hormônio folículo-estimulante) atuam nos testículos, estimulando a produção de testosterona.

Os testículos têm uma função similar aos ovários na mulher. Portanto, a avaliação deles é fundamental para investigação da fertilidade masculina.

A ultrassonografia testicular é indolor e não necessita de preparo prévio nem posterior à realização do exame.

O paciente deve permanecer deitado e com exposição da bolsa escrotal para realizar este exame. É utilizado um transdutor linear de alta frequência, que desliza no local após aplicação de gel. As imagens obtidas são avaliadas num monitor de alta resolução. Não há emissão de radiação.

Este exame tem duração de aproximadamente 40 minutos, quando é realizada a avaliação concomitante do fluxo sanguíneo testicular, técnica denominada dopplerfluxometria. Esse recurso permite melhor avaliação de possível dilatação das veias do cordão espermático, denominada varicocele, relativamente frequente em casos de infertilidade masculina.

Indicações

A ultrassonografia permite a avaliação de diversas condições que podem interferir na fertilidade masculina, em intensidade variável. Dentre elas, destacam-se:

Esse exame fornece dados muito importantes para a avaliação da fertilidade masculina. Está indicado em casos de alterações nos parâmetros do espermograma, para elucidação diagnóstica.

Compartilhe:

Faça um comentário

Os comentários estão desativados.

Reversão de laqueadura: quando pode ser indicada?

Você ligou as trompas, mas se arrependeu e quer ter filhos biológicos naturalmente? Saiba como a reversão de laqueadura pode ajudar e em que situações é indicada. Acesse o link e leia no blog!

Leia +

Contato

Rua do Rócio, 423 - Conjunto 1.406 Vila Olímpia | São Paulo-SP CEP 04552-000

(11) 4750-1170

(11) 99507-9291

Scroll