Dra. Adriana de Góes | Reprodução Humana SP Menu.

PESA e MESA

A infertilidade masculina é responsável por cerca de 40% dos casos de infertilidade conjugal. Existem muitas doenças ou condições que podem levar o homem à infertilidade, como varicocele, caxumba, infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) e a cirurgia de vasectomia.

Todas essas causas de infertilidade reduzem a qualidade ou a quantidade de espermatozoides no sêmen ejaculado, provocando a azoospermia, ausência de espermatozoides no sêmen ejaculado.

A azoospermia pode ser classificada em obstrutiva ou não obstrutiva:

Nesses casos, a opção mais indicada é um procedimento para retirar espermatozoides diretamente dos epidídimos (PESA e MESA) ou dos testículos (TESE e Micro-TESE).

Os epidídimos são dutos microscópicos longos que ligam os testículos aos canais deferentes e têm como funções armazenar e transportar os espermatozoides. Ao longo de seu processo de maturação, os gametas produzidos pelos testículos passam pelos epidídimos e são ejaculados. Uma obstrução dos epidídimos pode prejudicar a fertilidade do homem.

Neste texto, vamos abordar o que são e como são feitas a PESA e a MESA, ambos procedimentos que coletam espermatozoides diretamente dos epidídimos.

Caso queira saber sobre TESE e Micro-TESE, temos um texto específico para isso.

Indicação

A PESA e a MESA são procedimentos que possibilitam a coleta de espermatozoides dos epidídimos, portanto os resultados são satisfatórios se o homem estiver produzindo gametas, mesmo que em pequena quantidade.

Dessa forma, a PESA e a MESA são indicadas principalmente para casos de azoospermia obstrutiva, em que há uma obstrução dos canais pelos quais passam os espermatozoides no momento da ejaculação.

Elas também podem ser indicadas para homens que se submeteram à vasectomia. De modo geral, as taxas de sucesso da FIV são mais altas do que a taxa de gravidez após reversão de vasectomia. Avaliando as vantagens e desvantagens, na maioria dos casos a FIV é o tratamento mais indicado.

Por fim, elas podem ser indicadas para a preservação da fertilidade masculina. Os gametas coletados podem ser congelados e mantidos em criopreservação para quando o homem decidir ter um filho. A criopreservação é uma técnica cada vez mais indicada e utilizada no contexto da reprodução assistida.

Se a azoospermia for não obstrutiva, a TESE e a Micro-TESE geralmente são mais efetivas, pois retiram os gametas diretamente dos testículos.

PESA

PESA é a sigla para percutaneous epididymal sperm aspiration ou aspiração percutânea de espermatozoides do epidídimo. Trata-se de um procedimento para retirar os gametas masculinos diretamente dos epidídimos para utilização em técnica de reprodução assistida, como a fertilização in vitro (FIV).

A diferença da PESA e da MESA está no procedimento. A PESA pode ser realizada em ambiente ambulatorial, não sendo necessário centro cirúrgico, com o homem sob efeito de anestesia local ou sedação. Além disso, o custo do procedimento é mais baixo. Essas são as vantagens dessa técnica em relação à MESA.

A desvantagem é a possibilidade de contaminação por sangue da amostra colhida. A agulha utilizada na punção pode atingir algum vaso no local e o sangue contaminar a amostra.

A PESA é um procedimento minimamente invasivo com bons resultados. Geralmente é possível colher espermatozoides suficientes e com certa qualidade para ciclos de FIV.

Mesa

MESA é a sigla para microcirurgical epydidimal sperm aspiration ou aspiração microcirúrgica de espermatozoides do epidídimo. Diferentemente da PESA, a MESA é um procedimento cirúrgico mais complexo, portanto também com um custo mais elevado e mais demorado.

A técnica é realizada com o homem sob efeito de anestesia geral ou local. Consiste em abrir a bolsa testicular, expor o epidídimo, identificar com microscópio os túbulos seminíferos (local onde ocorre a produção de espermatozoides), abrir individualmente cada um dos túbulos, aspirar seu conteúdo e suturar a parede do túbulo.

Essa técnica tem uma taxa de sucesso maior que a PESA, uma vez que consegue coletar uma grande quantidade de espermatozoides, com contaminação mínima de sangue, o que aumenta as chances da FIV.

Conclusão

A PESA e a MESA são dois recursos importantes para casos de infertilidade masculina. No entanto, deve ser feita uma investigação criteriosa do homem antes da indicação de qualquer tratamento de fertilidade.

O número de casais inférteis tem crescido no mundo. A PESA e a MESA são dois recursos da medicina reprodutiva para aumentar as chances de gravidez de causa masculina.

Compartilhe:

Faça um comentário

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de
O que é inseminação artificial?

Desde a década de 1970, quando começou a ser utilizada no Brasil, a inseminação artificial […]

Leia +

Contato

Rua do Rócio, 423 - Conjunto 1.406 Vila Olímpia | São Paulo-SP CEP 04552-000

(11) 4750-1170

(11) 99507-9291

Scroll