Dra. Adriana de Góes | Reprodução Humana SP
Menu.
Procedimentos (Os procedimentos são realizados por laboratório de parceiros)
Reprodução Humana

Dificuldades para engravidar: o que pode ser? O que fazer?

É crescente o número de casais que procuram as clínicas de reprodução humana assistida porque estão enfrentando dificuldades para engravidar. Algumas pessoas necessitam de técnicas complexas para superar os fatores de infertilidade, enquanto outras podem melhorar suas condições reprodutivas com medidas simples, como calcular o período fértil.

A maioria dos casais, quando decide ter um filho, desconhece os possíveis desafios que podem surgir nesse percurso de tentativas. Vemos, atualmente, uma prevalência razoável de infertilidade. Cerca de 15% das pessoas em idade reprodutiva são inférteis. 

A prevalência da infertilidade está relacionada a diversas doenças femininas e masculinas, mas também tem relação com as mudanças comportamentais que se deram na sociedade contemporânea, incluindo: hábitos alimentares, consumo elevado de bebidas alcoólicas, estresse e, especificamente no caso das mulheres, prorrogação da maternidade.

De modo geral, a dificuldade para engravidar pode resultar de fatores graves ou de condições bem sutis, que podem ser superadas com a intervenção correta, mas que nem sempre são fáceis de identificar. Portanto, é importante falar sobre esse assunto e saber quando a ajuda médica é necessária.

Vamos esclarecer estas questões agora!

O que fazer antes de tentar engravidar?

Parte das pessoas é surpreendida com uma gravidez não planejada, mas, normalmente, bem-vinda. A partir da notícia, estruturam suas vidas para a chegada da criança. 

Muitos casais, entretanto, planejam e se preparam para ter um filho. Nesse caso, o ideal é procurar um médico para a consulta preconcepcional para realizar alguns exames e iniciar o uso de vitaminas geralmente indicadas, como o ácido fólico.

O especialista também fará recomendações sobre cuidados que devem ser tomados em relação à alimentação e ao consumo de substâncias inapropriadas na gravidez, como álcool e tabaco. Além disso, o casal pode ser melhor orientado quanto ao período da ovulação e à regularidade das relações sexuais.

Caso existam indícios de dificuldade para engravidar, os exames solicitados incluem: espermograma, ultrassonografia pélvica, histerossalpingografia, dosagens hormonais, testes genéticos, entre outros.

Por que alguns casais têm dificuldade para engravidar?

A dificuldade para engravidar que persiste por um ano ou mais, considerando que o casal tenha relações sexuais regularmente e sem contracepção, caracteriza a condição de infertilidade. Após esse período, a avaliação médica deve ser realizada para verificar se existem disfunções reprodutivas — a busca por investigação diagnóstica deve ocorrer após 6 meses de tentativas quando a mulher tem idade superior a 35 anos.

Vejamos, agora, quais são os problemas mais comuns por trás da dificuldade para engravidar:

Infertilidade feminina

A proporção de casos de infertilidade feminina e masculina é semelhante — ao contrário do que pensavam antes, quando a mulher era considerada a principal responsável se o casal não conseguisse engravidar.

Os principais fatores de infertilidade feminina são: 

  • idade materna avançada, visto que se tornou comum postergar a maternidade para depois dos 35 anos; 
  • disfunções ovulatórias, sendo a síndrome dos ovários policísticos (SOP) a causa mais frequente de anovulação; 
  • endometriose, doença que causa infertilidade por vários mecanismos;
  • obstrução das tubas uterinas, causada por endometriose ou infecções genitais; 
  • doenças estruturais uterinas e malformações congênitas, como miomas, pólipos e septo;
  • alterações hormonais que levam às disfunções ovulatórias ou à baixa receptividade uterina; 
  • fatores genéticos, imunológicos e outras condições.

Infertilidade masculina

A infertilidade masculina é caracterizada por alterações seminais e espermáticas, que são reveladas por um espermograma. O exame pode detectar ausência ou baixa concentração de espermatozoides, anormalidade morfológicas ou problemas de motilidade nos gametas. 

Disfunções sexuais e ejaculatórias — disfunção erétil, ejaculação retrógrada ou precoce — também interferem na fertilidade do homem.

As alterações seminais podem resultar de várias doenças ou de procedimentos cirúrgicos. Entre as causas principais, estão: 

  • varicocele
  • infecções genitais; 
  • alterações hormonais; 
  • vasectomia.

Outras condições

Ao realizar os exames necessários, o casal pode receber a notícia de que não existe nenhuma disfunção orgânica por trás da dificuldade para engravidar. Casos assim são classificados pela falta de diagnóstico como infertilidade sem causa aparente (ISCA)

O casal também pode adotar medidas simples para aumentar as chances de gravidez, como calcular a data da ovulação e intensificar a prática das relações sexuais nesse período mais fértil do mês. 

Outra conduta importante, como já foi mencionado aqui, é modificar os hábitos que possam interferir no funcionamento correto do sistema reprodutor. Nesse sentido, é importante evitar o tabagismo e o consumo excessivo de álcool. O uso de determinados medicamentos e anabolizantes também deve ser relatado ao médico.

A infertilidade pode ainda estar relacionada aos extremos de peso (obesidade ou magreza excessiva), tanto da mulher quanto do homem, uma vez que isso afeta os níveis dos hormônios que atuam nas funções reprodutivas. Da mesma forma, a prática exacerbada de exercícios físicos pode provocar um desequilíbrio hormonal.

O que fazer diante da infertilidade conjugal?

O acompanhamento médico especializado é fundamental para descobrir quais são os problemas que estão dificultando a gravidez. Assim, é possível realizar os tratamentos pontuais das doenças de base e restaurar a fertilidade espontânea do casal. 

Entretanto, nem sempre é tão simples assim. Muitos casos precisam das técnicas de reprodução assistida, que podem superar desde as condições mais leves de infertilidade até os problemas graves.

No contexto da reprodução assistida, os casais podem superar sua dificuldade para engravidar com relação sexual programada, inseminação artificial ou fertilização in vitro (FIV). A indicação parte de uma avaliação individualizada, tendo em vista todos os fatores identificados. 

Quer mais informações a respeito das condições que podem afetar as chances de gravidez de um casal? Leia nosso texto específico sobre infertilidade masculina!

teste

Veja também:
O que é DIP?

A gravidez é o sonho de muitas mulheres, porém, sabemos que determinadas doenças e condições […]

Leia +
E-book:
Last E-book Manual da Gestante Baixe grátis

Compartilhe:

Deixe seu comentário
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Scroll