Dra. Adriana de Góes | Reprodução Humana SP Menu.

Reversão de vasectomia

A reversão de vasectomia é um procedimento cirúrgico que tem o objetivo de recuperar a fertilidade masculina em homens que se submeteram à vasectomia e querem novamente ter filhos.

Na vasectomia (também denominada deferentectomia), procedimento de baixa complexidade com duração média de 30 minutos realizado sob efeito de anestesia local ou geral, são cortados os canais deferentes, dutos fundamentais para a fertilidade responsáveis pela condução dos espermatozoides produzidos nos testículos até as vesículas seminais.

Se os espermatozoides não puderem chegar às vesículas seminais, o homem continua ejaculando sêmen, mas sem espermatozoides, inviabilizando a gravidez, pois o sêmen (ou esperma) é apenas um facilitador para que o espermatozoide alcance o óvulo nas tubas uterinas, não tendo a função reprodutiva. O sêmen é formado por espermatozoides e outras substâncias produzidas pela próstata e vesículas seminais para melhorar a motilidade dos gametas dentro do sistema reprodutor feminino.

Na reversão de vasectomia, esses dutos são religados, possibilitando novamente a passagem dos espermatozoides para que se misturem ao líquido seminal e sejam ejaculados. No entanto, há fatores que tornam o procedimento pouco eficaz. Em muitos casos, o homem não consegue recuperar a fertilidade, principalmente se houver passado muito tempo da cirurgia original. A reversão deve ser avaliada criteriosamente. Geralmente, as técnicas de reprodução assistida, especialmente a fertilização in vitro (FIV), têm taxas mais elevadas de sucesso.

Na FIV, é possível coletar espermatozoides diretamente dos testículos (TESE e Micro-TESE) ou dos epidídimos (PESA e MESA). Como a vasectomia não provoca deficiência na produção de espermatozoides, apenas obstrui sua passagem, a chance de coletar espermatozoides diretamente de onde são produzidos é alta.

Homens geralmente procuram a reversão de vasectomia pelos seguintes motivos:

De acordo com a lei, no Brasil, o homem e a mulher podem optar por fazer a esterilização voluntariamente com algumas condições, sendo uma delas:

Se uma mulher ou homem optam pela esterilização com cerca de 25 anos, há uma grande possibilidade de buscarem a reversão mais tarde, em virtude das mudanças que ocorrem naturalmente durante a vida.

Neste texto, vamos abordar quais são as indicações e como é feito o procedimento.

Indicações

A reversão de vasectomia, de modo geral, é indicada para homens que se submeteram à vasectomia e querem novamente ter filhos de forma natural. A qualidade espermática reduz com o passar dos anos, independentemente de qualquer intervenção cirúrgica. Contudo, essa qualidade está ainda mais comprometida após sete anos de vasectomia. Quanto maior o tempo dessa intervenção, pior a qualidade espermática.

Para que a indicação seja feita, o homem e a mulher precisam ser avaliados. Algumas condições tornam inviável a realização do procedimento, em virtude da baixa taxa de sucesso de gravidez pós-reversão, como:

No caso do homem:

Se os exames identificarem problemas que podem reduzir a fertilidade, é mais indicada a FIV.

Como é feito o procedimento

A reversão de vasectomia é um procedimento de maior complexidade que a vasectomia, uma vez que é mais difícil religar os canais deferentes do que cortá-los.

A reversão é feita por microcirurgia com o suporte de um microscópio e fios cirúrgicos. Depois da anestesia geral, o cirurgião faz uma incisão no saco escrotal para acessar a região dos canais deferentes, que são extremamente finos.

O cirurgião precisa do microscópio para realizar o procedimento com precisão. Os fios cirúrgicos são utilizados para fazer a sutura (religação) dos canais deferentes. Por fim, a incisão realizada no saco escrotal é fechada.

A duração da cirurgia varia conforme as condições dos canais deferentes. O tempo médio é de 2 a 4 horas e o homem fica internado por aproximadamente 24h.

Resultados

Os resultados da cirurgia não são imediatos, pois demora algum tempo para que seja restabelecida a passagem dos espermatozoides. O espermograma é o exame realizado para avaliar o sucesso do procedimento.

As taxas de gravidez são maiores após alguns meses da cirurgia.

Compartilhe:

Faça um comentário

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de
Infertilidade masculina: sintomas e como identificar

A infertilidade afeta 15% dos casais pelo mundo, e a infertilidade masculina é responsável por […]

Leia +

Contato

Rua do Rócio, 423 - Conjunto 1.406 Vila Olímpia | São Paulo-SP CEP 04552-000

(11) 4750-1170

(11) 99507-9291

Scroll