Dra. Adriana de Góes | Reprodução Humana SP Menu.
Reprodução Humana

Correção de varicocele ou reprodução assistida?

Espermatogênese é como se denomina o processo de produção de espermatozoides, que ocorre nos testículos e possibilita a geração de filhos. No entanto, algumas condições de saúde, como a presença de varizes no órgão, podem influenciar negativamente a capacidade reprodutiva masculina e, portanto, quando ser pai for um objetivo, é importante considerar a correção da varicocele.

Seja pelos desconfortos gerados pela doença ou pela vontade de ter filhos, pode ser necessário realizar um procedimento cirúrgico ou recorrer a uma técnica de reprodução assistida. Mas qual é a opção mais indicada?

Este artigo define a varicocele, esclarece por que pode causar quadros de infertilidade masculina — o que pode acontecer mesmo em homens que já tiveram filhos anteriormente —, e comenta a possibilidade de correção da doença e a reprodução assistida. Acompanhe os próximos tópicos e saiba como um homem com a condição pode ter filhos biológicos.

O que é varicocele?

A varicocele é uma doença que se caracteriza por uma dilatação nas veias do cordão espermático, região dos testículos onde os gametas masculinos são produzidos e armazenados.

O problema acontece devido à insuficiência de válvulas, que não conseguem impulsionar o sangue como deveria, o que prejudica a circulação e provoca uma estagnação no interior de veias, causando uma dilatação que, em estágios mais avançados, é notável.

Essa dilatação pode prejudicar a espermatogênese e, assim, causar quadros de infertilidade, seja devido a uma baixa concentração ou qualidade dos gametas.

Na grande maioria dos casos, a doença não apresenta sintomas e, portanto, o homem nem sequer considera a correção da varicocele. No entanto, alguns pacientes sentem um aumento no volume testicular, sensação de peso e dores, de intensidade variável, piorando ao longo do dia e aliviando ao se deitar, além da infertilidade.

Qual a relação entre a varicocele e quadros de infertilidade?

A espermatogênese acontece na mesma região em que a varicocele se manifesta e, por isso, alguns homens têm sua capacidade reprodutiva reduzida. O acúmulo sanguíneo e a falta de circulação na região provocam um aumento da temperatura e da toxicidade no testículo, o que pode prejudicar o processo de produção e armazenamento de gametas.

Em condições normais, os testículos mantêm uma temperatura mais baixa em relação ao corpo e é por isso que a varicocele pode prejudicar a concentração e qualidade dos espermatozoides e, assim, reduzir a fertilidade.

No entanto, a infertilidade não acomete todos os homens com a condição. Na verdade, a maioria dos homens mantêm sua capacidade de ter filhos. Nos casos em que a enfermidade influenciar negativamente a fertilidade, pode-se buscar a solução por meio da correção da varicocele ou na reprodução assistida.

Correção de varicocele ou reprodução assistida?

A indicação do tratamento varia de acordo com a presença de sintomas, desejos reprodutivos e características do casal. Se a doença não prejudica a qualidade de vida do paciente, pode ser sugerido apenas o controle da evolução.

No entanto, como defendem associações de urologia e medicina reprodutiva, se o paciente apresentar um grau de varicocele palpável, anormalidade no sêmen, infertilidade conjugal, quando sua parceira é fértil ou tem infertilidade com causa tratável, pode-se indicar o tratamento cirúrgico.

Nesses casos, existem diferentes abordagens, mas em todo caso procura-se obstruir a veia afetada, desviando a circulação do sangue para vias saudáveis, o que elimina a dor e pode melhorar os parâmetros seminais.

Um estudo realizado com 145 homens que se submeteram a microcirurgia subinguinal, uma das possibilidades de correção da varicocele, indicou que 75,2% dos homens melhoraram a densidade e a motilidade dos espermatozoides e 45,5% tiveram filhos naturalmente com parceiras que tinham menos de 35 anos.

No entanto, como também esclarece a pesquisa, nem todos os homens têm sua fertilidade recuperada com a correção da varicocele, mas a paternidade ainda é possível por meio da reprodução assistida.

Aliás, há casos em que a correção é um passo prévio, pois pode melhorar a qualidade dos gametas e, assim, viabilizar a gestação por meio de técnicas simples como a RSP (relação sexualmente programada).

Nos casos em que a correção de varicocele não apresentar resultados favoráveis ou quando não for recomendada, pode-se recorrer, ainda, a IA (inseminação artificial) e a FIV (fertilização in vitro), técnicas que permitem a extração de espermatozoides dos testículos e a seleção dos gametas ideais para a fertilização do óvulo de sua parceira.

Em resumo, a correção de varicocele não é necessária em todo o caso, mas pode ser indicada em caso de desconfortos e quando o homem deseja ter filhos. Nesse caso, deve buscar um urologista, que deverá recomendar um procedimento cirúrgico, geralmente minimamente invasivo, que pode recuperar sua fertilidade. Se esse não for o caso, o paciente ainda pode ter filhos com a ajuda da medicina reprodutiva, que viabiliza a extração e a seleção dos melhores espermatozoides para fecundação.

Se você quiser saber mais sobre o assunto, leia mais informações, como causas, classificações e diagnóstico, na página ‘Varicocele’.

Veja também:
Histeroscopia cirúrgica: o que ela pode tratar?

Neste post você vai conhecer a técnica que possibilita o tratamento de diversas condições que afetam o útero. É só tocar aqui.

Leia +
E-book:
Last E-book Manual da Gestante Baixe grátis

Compartilhe:

Deixe seu comentário
Se inscrever
Notificação de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Scroll