Tudo sobre a ENDOMETRIOSE- a doença das mulheres.

Como amamentar? – para iniciantes
14 de abril de 2018
Quais são as técnicas de reprodução humana assistida?
18 de abril de 2018

Mas afinal o que é a endometriose? Por que ela acomete tanto as mulheres nos dias atuais?

Endometriose é uma condição na qual o endométrio, camada de tecido composto por glândulas e estroma, que reveste a parede interna do útero, cresce fora deste local, ou seja, em outras regiões do corpo. Mensalmente, os ovários produzem hormônios, que estimulam as células endometriais a crescerem e formarem um local adequado para a fixação do embrião no útero. O tecido endometrial fora do útero tem a capacidade de implantar e proliferar, aumentando o tamanho das lesões de endometriose. A disseminação do endométrio pode se dar por proximidade, acometendo tecidos e órgãos pélvicos, ou à distância, atingindo órgãos fora da pelve.

Esses implantes de células endometriais podem ocorrer no revestimento dos órgãos internos (peritônio). Nesta situação, levam à formação de aderências. Estas aderências são as responsáveis pela perda de mobilidade das trompas, fenômeno fundamental para a captação dos óvulos e para sua fertilização.

No caso da endometriose acometer os ovários, dificulta a ovulação, favorecendo a infertilidade. Também ocorrendo um processo inflamatório uterino, há a dificuldade da implantação do embrião no útero.

Existem diversas causas como menstruação retrógada (quando o sangue da menstruação reflui pelas tubas uterinas e não pela vagina), sistema imunológico deficiente (o corpo pode ser incapaz de reconhecer e destruir as células endometriais, crescendo em lugar diferente do habitual) e outras causas, como por exemplo, após uma cirurgia.

E OS SINTOMAS? COMO SABER SE EU TENHO ENDOMETRIOSE?

Um dos primeiros e principais sintomas é a dor pélvica, quase sempre associada ao ciclo menstrual. É muito importante mencionar que a intensidade dos sintomas não está relacionada com a gravidade da doença. Ou seja, fortes cólicas podem indicar um grau mínimo de endometriose.

Mas se você tem: dor profunda na vagina ou na pelve durante relação sexual, dor pélvica contínua não relacionada a menstruação, dor para evacuar, sangramento nas fezes, dor para urinar e sangramento na urina, deve procurar um especialista o quanto antes.