Dra. Adriana de Góes | Reprodução Humana SP Menu.
Reprodução Humana

Período fértil: o que é e como calcular?

Uma relação sexual tem maior probabilidade de resultar em gravidez quando se leva em consideração os sinais do corpo da mulher.

Analisar o ciclo menstrual e determinar o período fértil é importante para quem deseja engravidar.

O ciclo menstrual da mulher é composto por diferentes etapas, que se sucedem na preparação do organismo para receber um possível óvulo fecundado.

O ciclo menstrual é geralmente dividido em três fases, determinadas pelas alterações hormonais. São elas a fase folicular, a fase ovulatória e a fase lútea.

Entender o funcionamento desse ciclo é importante para calcular o período fértil e, assim, perceber como aumentar as possibilidades de engravidar.

Continue lendo o texto e saiba mais sobre o período fértil.

O que é o período fértil?

O período fértil é o momento mais propício, durante o ciclo menstrual, para que a fecundação do óvulo ocorra pelo espermatozoide.

Nesse intervalo de tempo, a probabilidade de que ocorra uma gravidez é maior.

O tempo de sobrevivência de um espermatozoide dentro do organismo feminino é, em média, de 48 a 72 horas. O óvulo, ao ser liberado, pode ser fecundado em até cerca de 24 horas.

O período fértil geralmente começa três dias antes e termina três dias depois da ovulação, portanto a janela de fertilidade é de cerca de seis dias.

Esse é o momento mais propício à fecundação. De forma geral, as relações sexuais que têm maior chance de resultar em gravidez costumam ocorrer de um a dois dias antes da data da ovulação.

O acompanhamento do período fértil é um dos métodos utilizados por clínicas de reprodução assistida para aumentar as chances de gravidez.

Como calcular o período fértil em ciclos regulares e como identificá-lo em irregulares?

Para mulheres que têm ciclos regulares, a utilização de uma tabela ou calendário pode ser eficiente para calcular o período fértil.

De maneira geral, a ovulação ocorre cerca de duas semanas após o primeiro dia da menstruação, na metade do ciclo.

Portanto, é possível fazer uma estimativa do dia da ovulação ao contar, no calendário, 14 dias após o início do período menstrual.

Mulheres que têm ciclos irregulares podem recorrer a testes urinários, que detectam o pico de LH, hormônio produzido com maior intensidade nos períodos que se aproximam à possibilidade de uma fecundação do óvulo e, por isso, é um marcador do período fértil.

Alguns sinais fisiológicos também podem ser eficientes para indicar a ovulação.

Um desses sintomas é a secreção vaginal, que se torna mais translúcido, assemelhando-se à clara do ovo.

Algumas mulheres também relatam dor pélvica e pequena perda de sangue.

Entretanto, apenas esses sinais não são suficientes para que se possa determinar com precisão a ovulação.

Fases do ciclo menstrual

O ciclo menstrual é composto por três fases. Embora sua duração média seja de 25 a 30 dias, os médicos costumam utilizar como exemplo o ciclo de 28 dias.

Já o ciclo irregular varia em duração e pode ser um indicativo de ausência de ovulação (anovulação).

A primeira fase do ciclo menstrual é chamada de fase folicular e inicia no primeiro dia da menstruação, com duração entre 5 e 10 dias.

É nessa fase que os ovários são estimulados para que o folículo, estrutura que contém o óvulo, desenvolva-se até amadurecer.

É também durante essa fase que os ovários estimulam a produção do estrogênio, hormônio responsável por estimular o crescimento da camada que reveste o útero (endométrio) a fim de prepará-lo para uma possível implantação do embrião no útero, que dá início à gravidez.

A fase folicular é seguida pela fase ovulatória, em que é produzido o hormônio LH.

Esse hormônio faz com que o folículo se rompa e libere o óvulo mais maduro em direção às tubas uterinas (também chamadas de trompas de Falópio), processo conhecido como ovulação.

É durante essa fase que ocorre o período fértil, em que a mulher tem maiores probabilidades de engravidar.

A última fase, conhecida como fase lútea, acontece durante os 14 dias finais do ciclo, em que o organismo continua a produzir hormônios a fim de revestir o útero para prepará-lo para uma possível gravidez.

Quando a fecundação não ocorre, esse revestimento é eliminado por meio da menstruação.

Se a fecundação ocorrer, o óvulo fecundado irá fixar-se na parede do útero e a gestação terá início.

É possível engravidar fora do período fértil?

A gravidez fora do período fértil não é possível, já que é necessário que a ovulação ocorra para que haja uma fecundação.

O que acontece muitas vezes é que o período fértil de algumas mulheres pode variar de acordo com as condições de saúde e também de determinados eventos.

Por exemplo, mulheres que tomam anticoncepcional de maneira irregular ou esquecem de tomar a pílula acabam por alterar seu ciclo.

Há também casos em que ocorre uma sobrevida do espermatozoide ou o óvulo permanece no organismo por mais tempo e, desse modo, a fecundação ocorre.

Entretanto, para que uma mulher engravide, é necessário que ela, de alguma forma, esteja em seu período fértil. Elaboramos também um conteúdo dedicado ao cálculo do período fértil.

Veja também:
Correção de varicocele ou reprodução assistida?

Você possui dilatações nas veias dos testículos e, por isso, não pode ter filhos naturalmente? Entenda como a correção de varicocele pode ajudar, com ou sem a reprodução assistida. Acesse o link e leia no blog.

Leia +
E-book:
Last E-book Manual da Gestante Baixe grátis

Compartilhe:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll