Dra. Adriana de Góes | Reprodução Humana SP
Menu.
Procedimentos (Os procedimentos são realizados por laboratório de parceiros)
Reprodução Humana

Obstrução das tubas uterinas: o que é e sua relação com a infertilidade

As tubas uterinas são órgãos essenciais do sistema reprodutor feminino. Medindo cerca de10 centímetros cada, conectam os ovários ao útero, são formadas por músculos lisos e recobertas pelo peritônio.

Sua função é transportar os gametas, ou seja, as células reprodutivas do homem(espermatozoides) e da mulher (óvulos), além de sediar a fecundação. Durante a ovulação, o óvulo liberado pelo ovário é capturado e conduzido até a ampola, porção em que ocorre o encontro com o espermatozoide.

As tubas uterinas são particularmente sensíveis a infecções, e também susceptíveis a doenças que podem levar ao aparecimento de lesões ou aderências, causando obstruções

A obstrução das tubas uterinas pode ocorrer em uma ou ambas as tubas econsiderada uma das principais causas da infertilidade feminina. No entanto, com o tratamento adequado ainda é possível engravidar. Leia este texto e saiba mais!

Por que ocorre a obstrução das tubas uterinas?


A
obstrução das tubas uterinas pode ocorrer por vários motivos, no entanto, normalmente eles estão associados a condições que causam inflamação e cicatrizes.

Uma causa comum de inflamação é a doença inflamatória pélvica (DIP). A DIP pode afetar os órgãos reprodutores femininos, incluindo as tubas uterinas. A inflamação pode provocar aformação de aderências que comprometem suafunção

Frequentemente, é causada por infecções que ascendem da vagina e do útero para as tubas uterinas. Isso inclui as causadas por bactérias normalmente encontradas na vagina, bem como as infecções sexualmente transmissíveis(ISTs), principalmente clamídia e gonorreia. 

Embora possa surgir devido a traumas ou por consequência de uma infecção abdominal, como pode acontecer após um apêndice rompido ou processos infecciosos no intestino.

A endometriose também é uma causa. Nesse caso, o tecido endometrial ectópico característico da doença pode causar bloqueios quando está aderido às tubas, impedindo a progressão do espermatozoide para o óvulo.

Tubas uterinas obstruídas e infertilidade

As tubas uterinas têm um papel fundamental na fertilização. Uma vez liberado pelo ovário no momento da ovulação, o óvulo é captado pelas fímbrias tubárias e progressivamente direcionado para o útero. Normalmente, o encontro do óvulo e com o espermatozoide ocorre na ampola, porção mais dilatada das tubas. Se um espermatozoide conseguirpenetrá-lo, ocorre a fertilização, mas para que esse mecanismo funcione, deve haver pelo menos uma tuba saudável

Quando apenas uma das tubas está bloqueada ainda é possível engravidar naturalmente, embora exista o risco de gravidez ectópica, potencialmente perigosa para a mãe. Porém, mesmo quando o bloqueio é bilateral, a reprodução assistida ajuda a realizar o sonho de ter filhos.

Sintomas e diagnóstico de infertilidade por fator tubário

O principal sintoma da infertilidade por fator tubário é a incapacidade de engravidar. Muitas mulheres não percebem que têm obstrução das tubas uterinas até que realizem uma avaliação médica para verificar a fertilidade.

Além disso, quando a infertilidade é acompanhada por sinais de doença inflamatória pélvica, como dor abdominal crônica, a infertilidade tubária pode estar presente. 

Existem exames de imagem que podem ser solicitados para determinar se as tubasuterinas estão obstruídas, no entanto, o teste mais apropriado dependerá de fatores individuais, como quaisquer condições subjacentes que a paciente possa ter.

O mais frequentemente utilizado é a histerossalpingografia, ou teste de HSG, que permite avaliar as tubas uterinas e determinar se estão patentes (abertas). Além disso,fornece informações sobre a forma e o contorno da cavidade uterina e do endométrio, indicando a presença de pólipos endometriais, miomas ou cicatrizes. 

Tratamentos para obstruções das tubas uterinas

Dependendo da causa, localização e gravidade da obstrução, existem alguns tratamentos diferentes que podem aumentar suas chances de engravidar.

Remoção cirúrgica

A cirurgia laparoscópica pode ser usada para identificar e remover quaisquer protuberâncias e/ou tecido cicatricial que estejam obstruindo as tubas uterinas. Essa técnica é frequentemente usada em mulheres com endometriose e pode melhorar a fertilidade natural nos meses após a cirurgia. Também pode aumentar as chances de gravidez com afertilização in vitro (FIV)

A remoção cirúrgica de uma tuba preenchida por líquido aquoso ou pus, condições conhecidas como hidrossalpinge e piosalpinge, respectivamente, também pode levar a uma melhora no sucesso da gravidez espontânea ou no tratamento da FIV

A hidrossalpinge pode ser causada por infecções na pelve ou cirurgia anterior, enquanto a piosalpinge ocorre quando a tuba uterina fica gravemente inflamada produzindo pus, geralmente como uma complicação da DIP.

Fertilização in vitro (FIV)

Quando remover uma obstrução tubária não é possível a melhor opção é fertilização in vitro (FIV) se a mulher estiver tentando engravidar. 

Na FIV a fecundação é realizada em laboratório e os embriões formados são posteriormente transferidos ao útero. Dessa forma, as tubas uterinas não exercem nenhuma função. A técnica foi inclusive desenvolvida para contornar a obstrução das tubas uterinas, uma das principais causas de infertilidade feminina.

Se você tentando engravidar e não consegue, aobstrução das tubas uterinas pode ser um dos primeiros aspectos que um especialista em fertilidade vai querer investigar

Para conhecer mais sobre a infertilidade feminina e doenças que podem dificultar a capacidade reprodutiva, toque aqui!

teste

Veja também:
O que é DIP?

A gravidez é o sonho de muitas mulheres, porém, sabemos que determinadas doenças e condições […]

Leia +
E-book:
Last E-book Manual da Gestante Baixe grátis

Compartilhe:

Deixe seu comentário
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Scroll