Dra. Adriana de Góes | Reprodução Humana SP
Menu.
Procedimentos (Os procedimentos são realizados por laboratório de parceiros)
Reprodução Humana

O que é hidrossalpinge?

A hidrossalpinge, apesar de não ser muito conhecida, é uma doença silenciosa que pode dificultar a gravidez. Ela atinge as tubas uterinas, órgão muito importante para a fertilidade feminina, pois é o local onde a fecundação acontece. Sendo assim, qualquer alteração no seu funcionamento pode dificultar a gravidez.

Ao conhecer as doenças que atingem o sistema reprodutor, é possível procurar assistência médica ao perceber os primeiros sintomas, evitando complicações que podem colocar em risco a fertilidade feminina.

Neste artigo, vamos mostrar os principais sintomas, causas e alternativas de tratamento da hidrossalpinge. E ainda, revelar como a reprodução assistida pode ajudar mulheres inférteis por fatores tubários a engravidarem.

Boa leitura!

Qual a importância das tubas uterinas para a fertilidade?

As tubas uterinas fazem parte do sistema reprodutor feminino, localizadas entre os ovários e o útero. Elas são formadas por dois tubos de, aproximadamente, 10 cm de comprimento e possuem um papel muito importante para a fertilidade feminina.

Também conhecidas como trompas de Falópio, elas captam o óvulo que foi liberado na ovulação por um dos ovários, levando-o até o seu interior. Em seguida, a fusão entre o óvulo e o espermatozoide dá origem ao embrião que, com a ajuda dos movimentos tubários, segue em direção ao útero para ser implantado no endométrio e dar início à gravidez.

Ou seja, em uma gestação natural, o embrião se forma nas tubas uterinas. Desse modo, a presença de uma obstrução ou de algum dano no órgão pode impedir a fecundação, aumentando o risco de infertilidade.

O que é hidrossalpinge?

A hidrossalpinge é uma doença infecciosa caracterizada pelo acúmulo de líquido nas tubas uterinas, podendo afetar ambas ou apenas uma delas. Ela é causada por um processo infeccioso que provoca uma inflamação nas tubas uterinas, que se enche de líquido.

A presença de um líquido claro provoca a obstrução das tubas uterinas, dificultando a fecundação e a implantação do embrião no útero. Esse líquido inflamatório pode migrar para o útero, dificultando a fixação do embrião. Desse modo, a hidrossalpinge atua como uma barreira para a captação e a fecundação do óvulo.

Ela pode ser causada por diversos fatores. Entre as principais causas da hidrossalpinge estão:

  • Infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), como a clamídia e a sífilis;
  • Endometriose;
  • Doença Inflamatória Pélvica (DIP);
  • Cirurgias abdominais anteriores;
  • Aderências pélvicas e;
  • Apendicite e outras formas de infecção.

Apesar de não ser possível prevenir a doença em si, as mulheres podem se proteger de algumas das suas principais causas. Utilizar preservativos durante as relações sexuais para prevenir ISTs e manter em dia os exames ginecológicos são ações recomendadas para diminuir o risco de infecções que podem afetar a saúde reprodutiva.

Principais sintomas da hidrossalpinge

A hidrossalpinge é uma doença silenciosa, pois, na maioria dos casos, ela não apresenta sintomas. Por isso, é comum que a dificuldade para engravidar seja a principal causa que leva o casal ao consultório médico para uma investigação da infertilidade. 

A hidrossalpinge também pode ser descoberta após um caso de gravidez ectópica, caracterizada pela gestação fora do útero, em geral, nas tubas uterinas. De forma geral, os seus principais sintomas são:

  • Dor pélvica;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Inchaço;
  • Corrimento vaginal com cor e aspecto diferentes;
  • Sangramento fora do período menstrual e;
  • Febre.

Diagnóstico da hidrossalpinge

O diagnóstico da hidrossalpinge é confirmado com alguns exames de imagem, como a ultrassonografia, a histerossalpingografia e a videolaparoscopia. Todos eles têm o objetivo de avaliar a presença de obstruções tubárias.

A ultrassonografia transvaginal visualiza os órgãos do sistema reprodutor feminino, mas pode não ser suficiente para confirmar a presença do líquido característico da hidrossalpinge. Na histerossalpingografia, um contraste é injetado no colo do útero da paciente para obter imagens mais nítidas. Enquanto a videolaparoscopia utiliza uma micro câmera para verificar as alterações do órgão.

Formas de tratamento da hidrossalpinge

O tratamento da hidrossalpinge visa desobstruir as tubas uterinas. Uma das técnicas mais utilizadas é a videolaparoscopia cirúrgica, procedimento minimamente invasivo. De acordo com a gravidade da doença, pode ser necessário retirar a tuba uterina comprometida.

Como a reprodução assistida pode ajudar mulheres diagnosticadas com hidrossalpinge?

Mesmo após o tratamento cirúrgico, o casal pode ter dificuldade para engravidar. Nesses casos, a reprodução assistida é indicada. Entre as técnicas disponíveis, a fertilização in vitro (FIV) apresenta os melhores resultados porque a sua fecundação acontece em laboratório.

Dessa forma, as tubas uterinas não são necessárias durante a FIV. Após a formação dos embriões, o desenvolvimento deles é acompanhado no laboratório e os de maior qualidade são inseridos no útero para serem implantados e dar início à gravidez.

A hidrossalpinge é caracterizada pela presença de uma infecção que pode provocar danos ou obstruções nas tubas uterinas, deixando-as cheias de líquido. Por esse motivo, a fecundação e a implantação do embrião no útero se tornam mais difíceis. Nos casos em que o tratamento cirúrgico para desobstruir as tubas uterinas não seja suficiente para o casal engravidar, a FIV é indicada.

A infertilidade conjugal é um tema amplo e a hidrossalpinge é apenas uma das causas que podem dificultar a gravidez. Para conhecer outros fatores relacionados, confira a nossa página sobre a infertilidade feminina!

teste

Veja também:
O que é DIP?

A gravidez é o sonho de muitas mulheres, porém, sabemos que determinadas doenças e condições […]

Leia +
E-book:
Last E-book Manual da Gestante Baixe grátis

Compartilhe:

Deixe seu comentário
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Scroll